No duelo dos desesperados, Aviação goleia a Ponte Preta e respira na Primeirona de Joinville

Salve!

O amador voltou a ser a pauta do blog pelo segundo sabadão seguido. Dessa vez, aproveitamos a passagem pelo Norte do Estado para conferir um duelo da Primeira Divisão da Liga Joinvilense, a distinta Primeirona. Acostumado a cobrir duelos decisivos em temporadas passadas, dessa vez O Cancheiro focou na parte inferior da tabela, onde Aviação e Ponte Preta ocupam as duas últimas posições. E foi justamente essas duas esquadras que mediram forças, no Estádio Osvaldo de Oliveira Cercal, buscando seguirem vivas no torneio.

Aviacao x Ponte Preta09
Aviação Futebol Clube: Alessandro; Cleverton (Tharles), Rodrigo, Jamaica e Cleiton; Pará, Marcos e Vando (Neto); Wagner (Bruninho), Café e Anderson (Willian Rocha). (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta08
Sociedade Esportiva e Recreativa Ponte Preta: Witor, Maiquinho, Davi e Heiler; Jean, Andrei (Arthur), Douglas Farias e Tuta; Repolho (Cleyton) e Luiz Felipe. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Se o campeonato acabasse hoje, faltando três rodadas, ambas equipes estariam rebaixadas. A Aviação, que quase beliscou uma vaguinha na final do ano passado, inexplicavelmente tem a situação mais dramática. Apesar do excelente plantel montado para a Primeirona, o time ainda não decolou no torneio, ocupando a lanterna com um empate e cinco derrotas. Com a mesma quantidade de reveses, mas com um triunfo na conta, a Ponte Preta, recém promovida da Segundona após a desistência do 7 de Setembro, se encontra a três pontinhos do Morro do Amaral, o primeiro fora da zona de degola.

Aviacao x Ponte Preta07
A simpática sede da Aviação, que vem sendo ameaçada há anos, junto com outros campos no entorno, de ser ocupada pelo aeroporto. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta15
O campo da Aviação é separado por metros da pista do aeroporto de Joinville – para nossa infelicidade, não houve sequer um pouso ou decolagem durante a partida, que com certeza renderia uma fotaça. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta22
Wagner é um dos tantos nomes lendários e conhecidos pelos gramados das ligas Blumenauense, Pomerodense e Joinvilense. Além dele, Anderson, Vando, Bruninho e Willian Rocha já figuraram por aqui, vestindo outras camisas pelo futebol amador catarinense. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Dentro de campo, Aviação e Ponte entraram para matar ou morrer. Era quase um play-off para fugir do descenso. Assim, a primeira etapa foi de um jogo completamente franco, com chances lá e cá. Enquanto a Aviação, com um time mais técnico, colocava a pelota no chão e dominava as ações, a Ponte forçava o erro na saída de bola e assustava mais no ataque.

Aviacao x Ponte Preta06
A Aviação fez valer a posse de bola no começo do jogo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta21
Enquanto isso, a Ponte Preta subiu a marcação e forçou diversos erros na saída de bola do adversário. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O jogo seguiu nesse passo até os 20 minutos, quando Café encontrou uma brecha pelo lado esquerdo da defesa pontepretana e saiu cara a cara com o arqueiro Witor duas vezes: na primeira, ele foi travado por Davi na hora H; um minutos depois, com ainda mais liberdade, ele limpou do goleiro e rolou para o fundo das redes.

Aviacao x Ponte Preta26
Na sua primeira chance, Café demorou e perdeu o ângulo, deixando o zagueiro Davi chegar para cortar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta27
Logo depois, ele não desperdiçou e correu para o abraço. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Com a vantagem, os locais passaram a jogar com mais tranquilidade e sem aquele nervosismo inicial, que rendia erros na defesa e oportunidades para a Ponte Preta. Apesar das situações parecidas, claramente era a Aviação que tinha mais gana de vencer. O primeiro tempo seguiu com o domínio do time da casa e o segundo gol saiu ao natural. Aos 38, Cleiton puxou um ataque pela esquerda e cavou a falta; o experiente Vando foi para a cobrança e levantou com perfeição na cabeça de Willian Rocha, que só teve o trabalho de deslocar o goleiro e correr para o abraço.

Aviacao x Ponte Preta05
Willian Rocha havia acabado de entrar no lugar do contundido Anderson. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Mesmo com alterações, a postura dos visitantes pouco mudou para a etapa final. Apesar de conseguir levar mais perigo, principalmente na base da velocidade de Tuta e de alguns lampejos de criatividade de Douglas Farias e Andrei, o time, coletivamente falando, não se entendia em campo. Do outro lado, aos 15, Willian Rocha aproveitou outro momento de liberdade em meio à defesa e, de forma semelhante ao primeiro, marcou seu segundo gol – o terceiro da Aviação.

Aviacao x Ponte Preta17
No segundo tempo, o ataque da Aviação seguiu sobrevoando a defesa pontepretana. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aviacao x Ponte Preta16
Café caiu mais para o meio assumiu a função de 10 no decorrer da segunda etapa e quase fez um golaço. Ele costurou todo o miolo da defesa da Ponte Preta e saiu cara a cara com Witor, mas acabou pegando mal na hora da finalização. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Com todo esse elenco recheado de medalhões conhecidos pelos gramados do Norte e do Vale do Itajaí, o time da casa ainda possuía um trunfo no banco: Bruninho. Com o placar já construído, o meia-atacante entrou e teve total liberdade de praticar seu vistoso futebol. Jogando bem ao seu estilo, quando já eram decorridos 45 minutos do segundo tempo, Bruninho pegou uma bola na entrada da área, penteou, limpou a marcação e meteu de cavadinha, de canhota, encobrindo Witor. Um gol antológico para fechar a conta e antecipar o apito final de Diego da Costa Cidral.

Aviacao x Ponte Preta18
De cavadinha, Bruninho fez um daqueles gols que os presentes no Osvaldo de Oliveira Cercal não vão esquecer tão cedo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Mais fotos da partida

Com o tabu da primeira vitória enfim quebrado, a Aviação chegou aos quatro pontos e agora tem duas rodadas para tirar os dois de diferença para o Morro do Amaral. O problema é que o time do Cubatão vai decidir sua vida longe de casa, contra dois postulantes ao título, o Operário e a Tupy. Com uma tabela não menos difícil, a agora lanterna Ponte Preta recebe a Associação Chico Mendes e visita o Pirabeiraba.

Aviacao x Ponte Preta19
A Aviação agora tem duas finais fora de casa para tentar se manter na elite joinvilense. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Enquanto cinco times já estão classificados (Operário, Tupy, Pirabeiraba, América e ACM), os outros cinco brigam para não cair e, consequentemente, passar de fase (Juventus, Itinga e Morro do Amaral, além dois protagonistas dessa tarde).

A Primeirona vai chegando à reta final de sua fase classificatória e partindo para o que realmente interessa: os dois quadrangulares, de onde sairão os quatro semifinalistas. Enquanto isso, O Cancheiro segue tentando incluir um ou outro duelo pela Manchester Catarinense na agenda.

Até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s