Seleção Catarinense estreia na Copa de Seleções Sub-20 com vitória tranquila sobre Mato Grosso do Sul

Dale!

Em meio a decisões, O Cancheiro reservou algumas datas na agenda para uma genial competição na categoria juniores, talvez a mais alternativa já vista pelo blog em pouco mais de dois anos. A Copa do Brasil de Seleções Estaduais Sub-20 teve a abertura de sua fase de grupos nessa quarta e, para nossa sorte, Santa Catarina foi escolhida como uma das sedes. No Estádio da Ressacada, os catarinenses receberam a seleção de Mato Grosso do Sul.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul28
A Seleção Catarinense, sob a batuta de Rodrigo Casarin, da Chapecoense, adentrou o gramado da Ressacada com: Vinícius; Guga (Gustavo), Hiago, Maurício e Lovat (Fabian); Lucas Bessa, Khevin e Matheusinho; Getúlio (Silvano), Janderson (Perotti) e Vitor. (Foto: Marcelo Negreiros/FCF)
Santa Catarina x Mato Grosso do Sul01
Mato Grosso do Sul, comandado por Mauro Marino, estreou com Clemer; Patrick, Heiddyson, Jair (Martinely) e Vinícius (Marcus Vinícius); Marlon, João Victor, Wender e Lucas Caetano (Gabriel); José Rafael e Matheus. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Santa Catarina x Mato Grosso do Sul07
Quarteto da Federação Catarinense: William Machado Steffen no apito, Carlos Felipe Schmidt e Gizeli Casaril nas bandeiras, além de Tainan Bordignon Somensi como quarta árbitra. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A competição é uma tentativa da CBF de resgatar o tradicionalíssimo Campeonato Brasileiro de Seleções, disputado em grande parte do século passado. Até o final dos anos 50, antes da criação da Taça Brasil de clubes, era o principal torneio a nível nacional do país, fomentado principalmente pela rivalidade Rio-São Paulo.

Depois de uma edição piloto em 2015, com apenas quatro seleções jogando um quadrangular em Itu e São José dos Campos, a competição voltou com tudo para a edição de 2017. Todos os 26 estados confirmaram presença – entre as federações de futebol, apenas a do Distrito Federal ficou de fora. Após uma fase preliminar, 24 seleções foram dividas em oito grupos de três. Santa Catarina, como sede, ficou ao lado de Pará e Mato Grosso do Sul no grupo 5.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul08
O Estádio da Ressacada, nosso velho conhecido, foi escolhido como a casa da Seleção Catarinense e um dos palcos desse torneio completamente alternativo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A base da seleção barriga-verde foi montada em cima das atuações no Catarinense Sub-20, que teve o Avaí como campeão. Dos dezesseis relacionados para a estreia, sete pertencem ao Leão (Guga, Lovat, Getúlio, Fabian e Vitor, além de Maurício e Gustavo, emprestados ao Inter de Lages) e cinco à Chape (Hiago, Khevin, Tiepo, Silvano e Perotti), os dois finalistas do Estadual. Além deles, Vinícius e Lucas Bessa, do Criciúma, Matheusinho, do Figueirense, e Janderson, do Joinville, completaram o plantel.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul23
Guga, depois de levantar o caneco do Estadual de Juniores, foi escolhido o capitão da Seleção Catarinense. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Com um elenco forte e copeiro – os avaianos chegaram às semis da Copa do Brasil e os chapecoenses às quartas -, não é nenhum bairrismo apontar a Seleção Catarinense como favorita. Dentro de campo, os comandados de Rodrigo Casarin entraram dispostos a provar isso e demoraram apenas dez minutos para abrir o placar: após cobrança de falta pela direita, Khevin subiu em meio à confusão e testou para o gol, sem chances para Clemer.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul12
A bola passou por Wender e ficou na medida para Khevin cabecear para o gol. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Santa Catarina x Mato Grosso do Sul03
E o primeiro gol de Santa Catarina foi de um atleta da Chapecoense. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A Seleção Catarinense, que já vinha oferecendo uma grande pressão, não perdeu o ímpeto ofensivo e aproveitou mais um descuido aéreo da defensiva sul-mato-grossense para ampliar. Aos 17, Guga bateu escanteio no meio da área, Hiago subiu lá no segundo andar para desviar e a bola se ofereceu à feição para Vitor apenas escorar: 2 a 0.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul20
Hiago, com total liberdade, desviou no alto. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Santa Catarina x Mato Grosso do Sul15
E Vitor, ao estilo matador, guardou. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Os visitantes, que passaram por uma viagem turbulenta e só chegaram pela madrugada à Ilha, não conseguiam se encontrar em campo. Foi aí que brilhou a estrela do arqueiro Clemer – que provou não ter apenas o nome de goleiro. Foram ao menos quatro grandes defesas: aos 18, quando Vitor deu um testaço em direção às redes e ele foi buscar com as pontas dos dedos; aos 25, quando Getúlio roubou no ataque, encontrou Khevin, que deu para Janderson mandar lá no cantinho, mas o goleiro se esticou para salvar; aos 28, depois que Getúlio escapou pela direita e bateu rasteiro, mas a bola foi parar na trave, após deu um desvio providencial do arqueiro; e aos 35, depois um arremate de Vitor, que, mesmo desviado, foi espalmado por Clemer. Ainda antes do intervalo, Matheusinho também quase fez o seu, mas parou no poste.

Santa Catarina x Mato Grosso do Sul04
Numa das únicas jogadas em que Clemer foi batido, Matheusinho acabou mandando na trave. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Santa Catarina x Mato Grosso do Sul06
Vitor tentou salvar de puxeta, mas a pelota se perdeu pela linha de fundo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Parecia que seria um passeio catarinense. Logo no começo da segunda etapa, Vitor pegou uma sobra no meio da área e soltou um petardo no travessão. Aos poucos, porém, o escrete local foi tirando o pé e deixando os sul-mato-grossenses gostarem da partida. Faltando quinze minutos para o fim, a grande chance de começar uma reação: Matheus sofreu uma carga pro trás de Fabian e Willian Machado Steffen apontou para a marca da cal. Marcus Vinícius foi para a cobrança e diminuiu.

O gol serviu tanto para dar mais ânimo aos visitantes, quanto para acordar os catarinenses. Com ainda mais espaços para jogar e se valendo da defesa em linha que Meto Grosso do Sul empregou durante toda a partida, Santa Catarina chegou ao terceiro gol aos 41, depois que Silvano saiu na cara de Clemer e só rolou para Vitor marcar seu segundo e dar números finais à peleia: 3 a 1.

Mais fotos da partida (curta a nossa página no Facebook para conferir a galeria completa, que será postada em breve)

O triunfo na estreia já deixa Santa Catarina bem próxima da classificação. Os catarinenses agora secam os paraenses, que estreiam nessa sexta, contra os sul-mato-grossenses. Se o Pará não conquistar os três pontos, basta um empate, no domingo, para que a Seleção Catarinense avance às quartas, já que apenas o campeão de cada chave segue adiante.

Como não poderia deixar de ser, o embate pra lá de alternativo entre Mato Grosso do Sul e Pará terá a cobertura do blog.

Até logo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s