Pirabeiraba bate o América no melhor jogo da Arena Joinville em 2016 e conquista o tetra da LJF

Dale!

A Arena Joinville, dona de uma curta, mas intensa história, já foi palco de pelejas de todas as divisões do futebol catarinense e brasileiro. Já viu o JEC sair do fundo do poço, alcançar a elite e, mais uma vez, decair. Ainda assim, nunca viu festa maior do que a do futebol amador. Todos os anos, a maior cancha do estado recebe a finalíssima da Liga Joinvilense de Futebol. No final de tarde desse sábado, foi a vez dos tradicionais América e Pirabeiraba adentrarem o gramado da Arena em busca da taça.

América Futebol Clube
O América, comandado por Leocádio Butuka, adentrou a Arena com Buture; Cavilha, Alceni, Benson e Marcão; Rodrigo Canoinhas, Boateng e Felipe Coxinha; Vinícius Melô, Leandrinho e Lima. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Grêmio Esportivo Pirabeiraba
Da Silva mandou o Pirabeiraba a campo com Cauê; Juninho Popp, Vanclei, Miguel e Baixo; Klebinho, Toreti, Carioca e Josi; Cupim e Emerson Lima. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
america-x-pirabeiraba4
Trio de arbitragem da final composto por Cinésio Mendes Júnior, Bruna Cristina Corrêa Silva e Diogo Berndt. Marco Antônio Meschio foi o quarto árbitro. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

As duas equipes alvirrubras passam por uma excelente fase e já são cartas marcadas em decisões pela cidade. As últimas duas taças do Pirabeiraba foram faturadas sobre o América: o tri da Liga em 2013 e o inédito título da Copa Norte no início desse ano – um ano antes, o regional também havia sido decidido pelas duas equipes, com o América se sagrando campeão e ganhando o direito de disputar o Estadual no final do ano.

america-x-pirabeiraba1
Em alusão ao Outubro Rosa, Cinésio Mendes Júnior deu uma rosa para a bandeirinha Bruna Cristina Corrêa Silva. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Na atual edição do certame joinvilense, o América vem de uma campanha absoluta, com apenas uma derrota, para o Juventude, na segunda fase. A boa campanha muito se deve a uma contratação feita durante o campeonato. Lima, ídolo recente e maior goleador do Joinville, foi decisivo na semifinais, marcando os três gols contra a Tupy, dois deles na prorrogação.

O Pirabeiraba, por sua vez, fez uma campanha mais modesta. A equipe do norte joinvilense terminou a primeira fase em quarto lugar e o quadrangular da segunda fase em segundo. Nas semis, com uma vitória e um empate, eliminou o Operário. No confronto direto contra o América, melhor para o rival: 1×0 na primeira fase, 3×0 e 3×3 na segunda.

Todo esse retrospecto e a presença de Limatador davam todo o favoritismo da final para o Galo. Não era o que achava o Pirabeiraba. Com um começo avassalador, o placar já apontava 2 a 0 com 20 minutos de bola rolando. Logo aos 2, em cobrança de falta, Toreti bateu no canto esquerdo, sem chances para Buture. Quatro minutos depois, Lima cabeceou no travessão e quase empatou.

america-x-pirabeiraba7
Pela volta da cerveja nos estádios! (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Ainda antes do segundo gol do Pirabeiraba, Lima acertaria outra bola na trave, dessa vez na cobrança de um pênalti cavado pelo próprio atacante. Mas quem não faz toma, já diria o supracitado ditado. Josi roubou a bola no meio, chutou na trave, Emerson Lima pegou o rebote e rolou para Carioca vir de trás e encher o pé no meio do gol – o goleiro ainda encostou na bola, mas sem força suficiente para afastar.

america-x-pirabeiraba11
Lima bateu com calma, esperando o goleiro decidir o canto, mas carimbou a trave. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
america-x-pirabeiraba16
Carioca encheu o pé e Buture aceitou. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O jogo seguiu equilibrado até o final do primeiro tempo, com o América chegando mais ao ataque para diminuir o prejuízo. Em um desses ataques, Lima se enroscou com Miguel e ambos foram ao chão. Aparentemente, nada havia acontecido. Não para Cinésio Mendes Júnior, que entendeu que o zagueiro havia derrubado o atacante. Dessa vez, Lima não desperdiçou na cobrança e diminuiu o placar.

america-x-pirabeiraba26
O presidente do Pirabeiraba meteu a boca em Cinésio Mendes Júnior. De fato, a atuação do árbitro foi pra lá de confusa. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
america-x-pirabeiraba23
Jogadores inconformados com a decisão do árbitro. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
america-x-pirabeiraba25
Lima contou com uma torcida especial atrás da meta defendida por Cauê. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O pênalti mal assinalado deixou a equipe do Pirabeiraba mais nervosa. Bom para o América, que se jogou ao ataque em busca do empate ainda no primeiro tempo. E conseguiu aos 41. Após jogada pela esquerda, Kiko jogou na área, na medida para Lima, sempre ele, guardar mais um. Pouco tempo depois, sob gritos de “vendido”, Cinésio apitou o fim de uma excelente primeira etapa.

america-x-pirabeiraba27
Kiko cruzou na medida para Lima empatar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
america-x-pirabeiraba28
Lima conhece como ninguém os caminhos para o gol na Arena, afinal é o maior artilheiro do estádio. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Ao contrário do começo do jogo, os primeiros minutos do segundo tempo foram totalmente desprovidos de emoção. Foi só aos 21, na primeira boa chegada do Pirabeiraba, que o empate saiu do placar: Cupim recebeu passe de cobertura de Vanclei e bateu cruzado. O problema é que, um minuto depois, novamente o América conseguiu buscar o empate. Dessa vez, quem estava na área para cabecear para as redes foi o atacante Vinícius Melô.

america-x-pirabeiraba13
Lima teve a chance de desempatar, mas mandou no travessão. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Agora ditando o ritmo da partida, o Pirabeiraba parecia mais perto de um novo desempate. Aos 34, após nova jogada e cruzamento de Emerson Lima, Cupim recebeu na área, cortou o zagueiro e empurrou a bola para as redes. Pela terceira vez na partida, era o time do norte de Joinville que comandava o placar. E dessa vez parecia que era em definitivo. Ainda que com gás para ir atrás de um novo empate, o América esbarrava na sólida defesa montada pelo Pirabeiraba.

america-x-pirabeiraba30
O gol de Cupim levou metade da Arena à loucura. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Faltando cinco minutos, Vinícius Melô ganhou na entrada da área e bateu rasteiro, obrigando o goleiro Cauê a realizar uma baita defesa, naquela que foi a melhor chance para o América. De resto, algumas bolas alçadas à área, buscando o oportunismo de Lima, mas sempre rechaçadas pelos marcadores do Pirabeiraba. Para fechar o caixão, já nos acréscimos, Ailton apareceu na frente de Buture, deixou o goleiro no chão e, com toda a calma do mundo, rolou para o gol, decretando o placar final: 5 a 3.

Galeria de fotos da decisão:

A festa, antecipada pelo quinto gol, irrompeu após o apito final de Cinésio. O bom gramado da Arena Joinville foi tomado por familiares de jogadores e torcedores do Pirabeiraba vibrando pela conquista do quarto caneco da Liga Joinvilense. Do outro lado, ainda que cabisbaixo, o elenco do América aceitou o resultado e parabenizou a conquista do rival.

america-x-pirabeiraba43
Pirabeiraba tetracampeão joinvilense! (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Após o segundo título em 2016, o Pirabeiraba agora vai em busca da tríplice coroa. Mês que vem, no sul de Santa Catarina, a equipe representará o norte no Estadual de Amadores. A estreia está marcada para o dia 12, contra a forte equipe do Caravaggio – O Cancheiro, assim como fizera em 2015, estará presente, relatando tudo o que rolar na principal competição amadora de Santa Catarina.

 

 

 

2 comentários sobre “Pirabeiraba bate o América no melhor jogo da Arena Joinville em 2016 e conquista o tetra da LJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s