Juniores do Aimoré conquistam a Copa FGF e fazem história em Cristo Rei lotado

Buenas!

Voltamos ao Rio Grande do Sul para uma jornada especial. Chegou ao fim, nesse sábado (21), a Copa FGF Sub-19. O Aimoré, dono da melhor campanha durante toda a competição, recebeu o Panambi para a grande decisão. A peleia foi disputada aos pés do sempre genial barranco do estádio João Corrêa da Silveira, o Monumental do Cristo Rei.

Clube Esportivo Aimoré
Gurizada índia que começou jogando: Mikhael; Fábio, Cleison, Baloy e Tiago Alemão; Mateus, Juliano, Cristian e Caetano; Igor e Pepe. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aimoré x Panambi032
Time do Panambi começou com: Ícaro; Thiago Wentz, Kléber, Guilherme Leal e Didoné; Oeverton, Denílson, Valdívia e Iago, Lucas Chicuta e Camilo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Curiosamente, na primeira passagem do blog pelos pampas, estive no começo dessa caminhada do Aimoré. As fáceis vitórias contra o Estância Velha, em Canoas, e contra o Nacional, em São Leopoldo, já colocavam o Índio como um dos postulantes à taça. Na primeira fase, o clube passou com facilidade por seus rivais da Região Metropolitana, com sete vitórias e um empate, enquanto o Panambi ficou no segundo lugar da sua chave, com seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Quis o destino que os dois finalistas desse sábado já se enfrentassem na segunda fase. Dessa vez, a superioridade foi do Panambi, ficando cinco pontos a frente do Aimoré – no confronto direto, foi uma vitória e um empate para o time do interior. No mata-mata, o Índio Capilé eliminou com facilidade o Passo Fundo e o Riograndense, enquanto o Panambi peleou para passar por Veranópolis e Igrejinha.

Aimoré x Panambi
Um público que pouco se vê mesmo em partidas profissionais esteve presente para apoiar a gurizada. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A primeira partida da final foi disputada em um estádio João Marimon Júnior completamente lotado. Segundo dirigentes do Panambi, foi o maior público da história do clube, mesmo se contabilizadas as competições profissionais. Lá no noroeste gaúcho, o Aimoré foi buscar uma baita vitória de 1 a 0, com gol de Igor.

No Cristo Rei, a torcida capilé correspondeu as expectativas e lotou a cancha, com direito à festa da Los Reyes del Barrio com tirantes, pirotecnia e tudo. Para a minha surpresa, a torcida do Panambi, representada por sua barra, também se fez presente, com cerca de 50 viventes que viajaram os quase 400 quilômetros entre as duas cidades.

Aimoré x Panambi035
Cerca de 50 torcedores viajaram os 400 quilômetros entre Panambi e São Leopoldo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O clima do estádio era sensacional. Desde que voltou à elite do Gauchão, não foram muitas as vezes em que o Aimoré lotou completamente o pavilhão social do Cristo Rei. Além da bonita tarde ensolarada de sábado, outro fator que levou a torcida à cancha foi o fato de ser a segunda final desde que o Aimoré voltou a disputar competições pela FGF, em 2007. A outra tinha sido a decisão da terceira divisão de 2012, em que o Índio Capilé foi campeão sobre o Gaúcho de Passo Fundo.

Aimoré x Panambi034
Jogadores foram recebidos com festa pela barra do Aimoré. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Pela importância e pelo estádio lotado, o Aimoré começou aparentemente mais tímido, ficando pouco com a posse da bola e a rifando a qualquer sinal de perigo. A único chance boa aconteceu quando Cristian de uma de Neymar e aplicou um lençol na entrada da área, mas o goleiro Ícaro pegou. Isso aconteceu quando haviam decorridos 10 minutos de um jogo até então muito equilibrado.

Aimoré x Panambi031
Jogo começou truncado. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

 

Aimoré x Panambi022
Pouca bola no chão e muito chutão na primeira etapa. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Ao contrário do calorão que fazia em São Leopoldo, a primeira etapa foi bem morna. Até a parada técnica para tomar aquela água gelada, a bola raras vezes havia saído do meio da cancha. Depois de reidratados, os jogadores continuaram a protagonizar um jogo fraco tecnicamente, com muitos chutões e nenhuma chance clara. Pouco antes do intervalo, a defesa do Panambi vacilou e entregou a bola para Igor, mas o atacante foi fominha e desperdiçou a chance de abrir o placar.

Aimoré x Panambi029
Parada mais do que necessária para enfrentar os 32 graus em São Leopoldo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

No vestiário, a bronca do técnico Arílson, campeão da Libertadores pelo Grêmio em 1995, deve ter sido forte. Isso porque, assim que a pelota rolou para a segunda etapa, a impressão era que outro Aimoré havia entrado em campo. O time tocava a bola e tentava infiltrar a área tabelando ou pela linha de fundo. Dessa forma, o Índio abusou de perder gols. Primeiro com Cristian, isolando um rebote, depois com Thiago Alemão, chutando mascado na trave, e ainda com Pepe, furando um excelente cruzamento rasteiro.

Aimoré x Panambi025
Aimoré começou melhor, mas perdeu muitas chances claras. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

 

Aimoré x Panambi015
Chute no vácuo à la Valdívia. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O jogo seguiu truncado até Igor matar em lançamento no peito, puxar para a canhota e acertar um bonito chute no canto; o goleiro Ícaro só observou a bola estufar o barbante e complicar de vez a chance de título para sua equipe. O baixinho centro-avante, que calara os quase 3 mil torcedores no jogo de ida, marcou mais uma vez e correu para o alambrado, para comemorar com sua família e com a torcida capilé.

Aimoré x Panambi019
O camisa 9 fez o gol e correu para a torcida. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O Panambi até tentou esboçar uma reação, mas parou na segura atuação do goleiro Mikhael, um dos destaques aimoreristas durante a copinha. Precisando da virada, o time do noroeste se jogou ao ataque, deixando a defesa aberta para contra-ataques do Índio. Pensando nisso, Arílson colocou o goleador Douglas para matar de vez a partida. E o atacante deu conta do recado de forma esplêndida. Faltando poucos minutos para findar os 45 regulamentares, ele avançou, levou para a esquerda e fuzilou, deixando o Aimoré com as duas mãos na taça. Mas ainda tinha mais, em outro contra-ataque mortal, já nos acréscimos, Douglas recebeu no meio da área, se atrapalhou no domínio, mas se recuperou e bateu rasteiro, sem chances para Ícaro. O terceiro gol desencadeou uma invasão geral, de jogadores, dirigentes e torcedores. Estava consolidada uma conquista histórica para o tradicional clube de São Leopoldo.

Aimoré x Panambi012
Comemoração do gol de Douglas, que decretou o título para o Aimoré. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

(vídeo: Ronaldo Fontana)

Mais fotos da partida:

 

Vale destacar que o Panambi vem fazendo esse trabalho na base há apenas um ano e meio e já alcançou uma final estadual, feito notável que deve garantir um futuro interessante para a jovem equipe. Enquanto o Aimoré comemorava com a taça de campeão, o presidente do Panambi agradecia seus jogadores por terem feito história no clube.

Aimoré x Panambi002
Elenco, comissão técnica e dirigentes do Panambi com a honrosa taça de vice. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Aimoré x Panambi001
Agradecimento emocionado do presidente do Panambi (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O título de da Copa FGF 2015 coroou o excelente trabalho que o Aimoré faz, mesmo que de forma terceirizada, nas suas categorias de base. Na história, é a terceira vez que o Índio Capilé se torna campeão estadual da categoria – nos anos 80, o clube foi bicampeão gaúcho. Dirigido por Magnus Viana e comandado tecnicamente por Arílson, o time venceu a competição com sobras e já começa a olhar para o Gauchão profissional, onde o técnico Abel Ribeiro deverá aproveitar cerca de dez jogadores.

Aimoré x Panambi008
Parte do sucesso da base do Aimoré passa pelo comando de Arílson. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Galeria com fotos da comemoração do título inédito:

Polar
Estádio lotado para uma final de categorias de base, envolvendo duas equipes do interior e com direito a latão de Polar. Como não sentir falta do Rio Grande do Sul? (Foto: João Paulo Mallmann)

Após o relato de mais uma taça levantada, sigo meu caminho de volta a Santa Catarina – sem antes deixar de assistir, no domingo, mais uma vitória do Internacional contra seu rival. Nos próximos finais de semana, deverei acompanhar outras competições que também vão chegando ao seu final, como a Segunda Divisão de Floripa e o Regional da LARM. Fiquem ligados que ainda há muita bola para rolar nesse 2015 por aqui!

Um comentário sobre “Juniores do Aimoré conquistam a Copa FGF e fazem história em Cristo Rei lotado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s