Em tarde de estreantes, Metropolitano aplica 7 a 1 no Vera Cruz e avança na Copa Sul

Salve!

O Cancheiro retornou ao sempre aprazível sul catarinense para mais uma tarde copeira. Em Nova Veneza, no Estádio Darci Marini, o Metropolitano recebeu os garopabenses do Vera Cruz para uma reedição da final de 2017. Dessa vez, o duelo era válido pela primeira fase da Copa Sul dos Campeões e era de vida ou morte para ambas equipes.

Metropolitano x Vera Cruz35
O Metropolitano, do técnico Jean Reis, foi a campo com: Passarela; Dedê (Paulo Sérgio), Cleiton, Shayder e Fá (Henrique); Filipe Monteiro, Will e André Gava (Renan); Lalau (Daniel), Foguinho (Guto) e Júlio Abu (Anderson). (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz33
Osvaldo Santana de Abreu, o Vardinho, escalou com Vera Cruz com: Rafael; Felipe Felix, Batoré, Jardel (Fábio) e Chiva; Feijão, Juninho (Edi), Rodrigo Zeferino (Natan) e Rodrigo Silva; Rodriguinho (Kalinho) e Dener Brandão. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz36
Douglas de Souza Machado comandou o duelo, auxiliado por Giovani Honorato Duarte e Clóvis Herdt. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Depois de ter conquistado tudo que era possível no ano passado – Regional, Copa Sul, Estadual e Sul-Brasileiro -, o Metrô entrou em campo, na primeira rodada, ainda de ressaca de 2018. Com algumas baixas, como o artilheiro Beto Cachoeira, que foi parar no rival Caravaggio, a equipe foi derrotada pelo Palmeiras/Cocal do Sul. O resultado classificou a equipe orleanense – que disputa a Copa Sul em parceria com o Cocal – e deixou os neovenesianos na lanterna. Para a última rodada, contra o Vera Cruz, só uma vitória classificaria o atual campeão para o mata-mata.

Metropolitano x Vera Cruz34
As arquibancadas do Darci Marini não estavam lotadas como de costume. Ainda assim, a torcida não deixou de fazer sua tradicional festa – e ainda estreou a nova faixa provocativa, “O Real Campeão de Tudo”, em alusão ao título do Sul-Brasileiro que o Caravaggio ganhou no tapetão. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A incerteza com a fase nova do clube, aliada à vantagem dos visitantes, criou um clima de tensão nas arquibancadas do Darci Marini. Para piorar, os dois reforços, contratados especialmente para essa partida, tiveram problemas na estrada e chegaram atrasados, sendo obrigados a começar no banco.

Metropolitano x Vera Cruz19
Paulo Sérgio, com uma longa passagem pelo Figueirense, além de times como Grêmio e Palmeiras, é um dos reforços do Metropolitano para a temporada. Como não havia caído o nome no BID para a primeira rodada, o duelo contra o Vera marcou a estreia do lateral. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Dentro das quatro linhas, os onze locais tentaram não deixar a pressão interferir. Apesar do volume de jogo, e pelota teimava em não entrar. As melhores chances da primeira meia hora de jogo saíram dos pés de Lalau, ambas cortadas em cima da linha por defensores do Vera, primeiro por Felipe, depois por Jardel. Os visitantes responderam num arremate solitário de Brandão, sobre o travessão.

Metropolitano x Vera Cruz38
Lalau bateu rasteiro, mas os jogadores do Vera Cruz de multiplicaram para salvar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz01
Vardinho foi o responsável por montar o ferrolho garopabense. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O Metrô tentou de todas as maneiras, mas, sem sucesso, não viu o placar sair do zero. Até que, aos 31, Will decidiu resolver na base da individualidade. O meia recebeu na entrada da área, girou e soltou um petardo, no alto, sem a menor chance para Rafael. Agora, a vaga nas quartas passava para os locais.

Metropolitano x Vera Cruz11
O gol de Will finalmente colocou o atual campeão em vantagem. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Mas ela não durou muito tempo. Quatro minutos depois, a defesa deu bobeira e deixou Rodriguinho com total liberdade dentro da área. O atacante poderia ter finalizado, mas encontrou Juninho, igualmente livre, que teve tempo de enquadrar o corpo e bater no canto. O clima de tensão regressava às arquibancadas do Darci Marini.

Metropolitano x Vera Cruz12
A defesa apenas assistiu Juninho finalizar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz13
E correr para o abraço. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Dessa vez, entretanto, a resposta do Metropolitano foi imediata. No minuto seguinte, Fá tentou um cruzamento à meia altura e acertou a mão de Felipe. Seria até discutível se foi mão na bola ou bola na mão, mas Douglas de Souza Machado fez valer a nova regra e apontou para a marca da cal. Com tranquilidade, Júlio Abu foi para a cobrança e colocou novamente o Metrô na dianteira do placar.

Metropolitano x Vera Cruz14
Júlio Abu tratou de desempatar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz15
Mais uma que a defesa do Vera salva em cima da linha. O jogo vinha ganhando contornos dramáticos. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Todo a tensão que pairava sobre a esquadra local se esvaiu logo no começo do segundo tempo. Mais leve em campo, o Metropolitano tardou apenas nove minutos para chegar ao terceiro. Lalau recebeu de Foguinho e devolveu para o atacante, sem goleiro, entrar com bola e tudo. Cinco minutos depois, em falta frontal, o estreante Paulo Sérgio fez valer sua experiência, tomou a responsabilidade para si e mandou a pelota no ângulo de Rafael, que até encostou nela, mas não o suficiente para evitar o quarto gol.

Metropolitano x Vera Cruz22
Do alto de seus 40 anos, Paulo Sérgio colocou a bola no ângulo como se fosse com a mão. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz30
Com a goleada consolidada, a torcida pôde então deixar o nervosismo de lado e comemorar. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Daí em diante, a porteira se abriu. Aos 25, Anderson, outro estreante egresso do banco, recebeu de Cleiton, a essa altura volante, e teve toda a calma do mundo para escolher o canto e fazer o quinto. Guto, aos 35 e aos 44, quando a torcida já clamava por outro 7 a 1, fechou a conta para o Metropolitano, mais classificado do que nunca.

Metropolitano x Vera Cruz25
Anderson, que já figurou pelas páginas do blog por incontáveis equipes, foi outro estreante da tarde. É a segunda passagem do centroavante pelo Sul. Na primeira, ele foi o artilheiro da Liga Verde Vale, defendendo as cores do União de Armazém. Pelo Metrô, já deixou o seu na estreia. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz26
Após o quinto, a torcida visitante teve que ouvir as provocações dos locais. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Vera Cruz27
Guto, também egresso do banco, faz dois e, por pouco, não alcançou um hat-trick. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Com o segundo lugar da chave, os neovenezianos entrarão em certa desvantagem para as quartas-de-final, já que terão que decidir longe de seus domínios. Quis o destino que, no dia seguinte, o sorteio colocasse o Palmeiras novamente no caminho do Metropolitano, concedendo a oportunidade de uma revanche em ida e volta.

Mais fotos de Metropolitano 7×1 Vera Cruz

Caravaggio x Estância, Campinense x São Domingos e Flor da Serra x Araranguá completam o quadro das quartas-de-final. Para as semis, um novo sorteio definirá os confrontos. Sem poder se fazer presente nesses duelos, O Cancheiro promete voltar ao Sul nas semifinais para contar o desenrolar de um dos torneios mais tradicionais – e talvez o mais forte – de Santa Catarina.

Até!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s