Metropolitano bate o Coritiba nos pênaltis e avança para encarar o Palmeiras na final da Copa Cidade de Blumenau

Buenas!

Chegamos à quinta-feira e ao quinto dia de jogos da Copa Cidade de Blumenau Sub-17. Das oito esquadras que desfilaram pelos campos da terra da cerveja, quatro ficaram pelo caminho nessa terça-feira. Palmeiras, Joinville, Coritiba e Metropolitano seguiram adiante e chegam ao Complexo do SESI para a disputa das semifinais.

Palmeiras confirma favoritismo e elimina o JEC

Sob um calor infernal, que já nos vem acompanhando desde a abertura, Palmeiras e Joinville fizeram o confronto que abriu a tarde. Invicta até o momento e com apenas um gol sofrido, não é exagero afirmar que a Academia do Futebol entrou como franca favorita à vaga na final. Nas quartas, porém, quem apresentou o melhor futebol foi o JEC, que goleou o rival Criciúma. O Palmeiras, por sua vez, jogou abaixo da média e sofreu para vencer o Avaí.

25467728_1622038417844728_433932880_o
Leandro Messina Perrone comandou a primeira semi, auxiliado por Gizeli Cazaril e Gianluca Perrone. (Foto: Washington Barbosa Lemos)
Palmeiras x Joinville09
O atual campeão da Copa do Brasil da categoria chega até aqui com 100% de aproveitamento, dez gols marcados e apenas um sofrido. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O Coelho, tentando repetir a atuação esplêndida da manhã do dia anterior, até conseguiu levar algum perigo, mas foi o Palestra que dominou e teve as melhores chances da primeira etapa, fazendo o goleirão Mateus trabalhar. Na forte bola área palmeirense, porém, o arqueiro nada pode fazer quando Wanderson escorou uma cobrança de falta no segundo pau e Kaique Ferraz apareceu na pequena área para completar para as redes.

Palmeiras x Joinville14
Wanderson apareceu livre no segundo pau. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Palmeiras x Joinville13
E recebeu o devido abraço de Kaique Ferraz, o autor do tento. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Na segunda etapa, o JEC manteve o ritmo forte, mas a sequência de cinco jogos sob o forte calor do Vale do Itajaí acabou pesando e o Palmeiras, mais encorpado fisicamente, conseguiu descolar bons espaços para contra-atacar. Depois de desperdiçar algumas oportunidades, foi novamente através da bola parada que o Verdão ampliou: Tatavitto alçou a pelota na área e Gabriel Ramos apareceu no meio da área, livre, para testar para o gol.

Palmeiras x Joinville05
Tatavitto cobrou a falta com maestria. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Palmeiras x Joinville07
E Gabriel Ramos ampliou. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Miguel brilha novamente e põe o Metropolitano na final

Depois de classificação do Palmeiras, outros dois alviverdes adentrariam o gramado do SESI para decidir a outra vaga na final: o Coritiba e o anfitrião Metropolitano. Apesar do jogo ser disputado na tradicional casa do Verdão do Vale, o mando foi do Coxa, que teve a segunda melhor campanha até aqui, com três vitórias e uma derrota. O Metrô, por sua vez, chegou até as semis na base da emoção e de forma copeira, após marcar quatro pontos na primeira fase e derrotar o PSTC nos pênaltis nas quartas.

Metropolitano x Coritiba17
O Coxa, treinado por Padro Almiro, foi a campo com: Marco Antônio; Yan Santos, Luís Hungria, Fábio (Rian) e Thomaz; Ângelo (Marcelo Júnior (Alex Girolli)), Guilherme, Marcos Ulisses e Rui; Igor Guilherme e Igor Jesus. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Coritiba18
O Verdão, do técnico Isaque Pereira, adentrou o gramado do SESI com: Miguel; Dudu, Mike, Lucas e Breno (Fabinho); Demmer, Curtipassi (Jordan), Jesus, Guma (Chapecó (Lessa)) e Damazio (Juninho); Deschamps (Costante). (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Coritiba19
Washington Barbosa Lemos foi o responsável por arbitrar o segundo duelo. Os assistentes foram os mesmo da primeiro: Gizele Casaril e Gianluca Perrrone. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Dentro de campo, o certo favoritismo da gurizada curitibana se confirmou num verdadeiro bombardeio à meta de Miguel. Foram ao menos oito chances claríssimas de gols desperdiçadas pelo Coxa – duas delas salvas sobre a linha e outras duas que encontraram o poste. Na mais incrível de todas, Igor Jesus recebeu passe rasteiro, livre na pequena área, mas pisou na bola e não conseguiu completar para o gol vazio; no rebote, Marcos Ulisses ainda aproveitou que Miguel estava batido e testou em direção à meta, mas foi interceptado quase sobre a risca pela defesa do Metrô.

Metropolitano x Coritiba12
O Coritiba não deu trégua para o arqueiro Miguel. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Coritiba01
Faltou para o Coxa, porém, aquele capricho para concretizar as diversas chances criadas em gol. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A postura agressiva, somada à inoperância ofensiva da já desgastadíssima equipe blumenauense, seguiu até cerca de metade da segunda etapa, quando Luis Hungria acabou dando uma entrada mais forte no adversário e foi expulso diretamente por Washington Barbosa Lemos. Com um a menos, o Coxa não conseguiu mais empregar mais o mesmo ritmo e o Metrô deixou o jogo rolar, levando a disputa para a marca da cal.

Metropolitano x Coritiba09
Curtipassi saiu exausto da partida. No intervalo, ele já havia afirmado que o cansaço dos cinco jogos seguidos estava pesando. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x Coritiba13
Luís Hungria foi expulso por uma entrada mais dura em Constante e mudou a lógica da partida. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Depois de um incrível aproveitamento de 100% em catorze batidas, todas bem convertidas, a disputa se encaminhou para oitava série. Pelo lado do Metropolitano, Constante fez o dele e desempatou: 8 a 7. Bastava Rian errar que o Verdão avançaria a final. Foi aí que brilhou a estrela de Miguel. O atacante do Coxa acabou pegando mal na bola e o arqueiro pulou consciente para espalmar com a mão direita e garantir a classificação.

Metropolitano x Coritiba16

Para a final, novamente no SESI, o duelo entre os Verdões do Vale e Paulistano reeditará a abertura do certame, no domingo, quando o Palmeiras goleou. Agora com uma mais veia copeira, porém, o Metropolitano chega para a decisão num momento completamente distinto e promete surpreender.

O último capítulo dessa saga pela Copa Cidade de Blumenau será contado, em breve, aqui no blog. Até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s