Metropolitano faz 9 no XV de Indaial e segue com campanha avassaladora na Copa Krona

Salve, salve!

Carente de futebol amador na Grande Florianópolis – a Copa Interligas foi cancelada -, O Cancheiro mais uma vez percorreu a BR 470 rumo ao Vale do Itajaí. Dois importantes regionais vão movimentando as canchas em terras germânicas: a Copa Pomerode e a Copa Krona. Essa última teve a abertura da segunda rodada na sexta, com a vitória do Atlético Itoupava sobre o Carlos Renaux. Foi a casa do Atlético, aliás, o nosso destino nesse sábado. Por lá, no Guilherme Jensen, se enfrentaram Metropolitano e XV de Outubro, de Indaial.

Clube Atlético Metropolitano
O Metropolitano, treinado por Isaque Pereira, jogou com: Bahia (João); Thomas (Demmer), Persuhn (Mike), Toti e Rampelotto; Riba, Teteco, Carlos (Jesus) e João Paulo; Nathan (Pandini) e Guilherme (Juan). (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Sociedade Desportiva XV de Outubro (Indaial)
Josélio Kresch escalou o XV de Indaial assim: Baiano (Samuel), Pio (Guilherme Coelho), Luan, Matheus França (Oséias) e Bosco; Wesley Ribas, Gauchinho, Matheus Nascimento (Messias), Douglinhas e Alisson; Ariel (Jonatan (Guilherme Nardi)). (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x XV Indaial11
Leandro Cipriano, da LBF, foi auxiliado por Tiago de Souza e Helton Felipe Bertoldi, ambos da FCF. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Já que as coisas não vão indo nada bem para o departamento profissional do Verdão, o Instituto Metropolitano vem trabalhando forte nas categorias de base do clube e começando a colher os resultados. Com uma equipe formada basicamente por garotos, o Metrô estreou na Copa Krona metendo 5 a 1 no Atlético Itoupava – a escolha pela base foi do clube, já que qualquer jogador que não seja profissional pode jogar. Sem o mesmo sucesso na primeira rodada, o XV, buscando retomar a tradição de clube formador, foi a Brusque encarar o Carlos Renaux e voltou com um 4 a 2 na cola.

Os placares na estreia e a própria estrutura de cada equipe apontavam para um enorme favoritismo do Metrô sobre a esquipe indaialense. Demorou exatos 14 minutos para essa superioridade ser concretizada. Rampelotto mandou na área e o zagueirão Toti subiu no terceiro andar para vencer a marcação e fuzilar de cabeça para o gol. Sete minutos depois, quem encontrou o caminho das redes foi Carlos, em chute forte pela esquerda, após receber uma bela enfiada de Guilherme.

Metropolitano x XV Indaial4
Toti subiu no terceiro andar para ganhar de Bosco e marcar um golaço de cabeça. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x XV Indaial18
Bola enfiada de Guilherme, para o gol de João Paulo, o segundo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O XV, completamente abatido pela rápida vantagem que o Metropolitano abriu, tantava chegar ao ataque na base da velocidade e da habilidade. Foi assim que Douglinhas, aos 30, quase recolocou os indaialenses no jogo, com um chute cruzado forte, que passou à direita do arqueiro Bahia. O Metrô, sem piedade, chegou ao terceiro aos 40, após Teteco abrir para Thomas, que meteu no segundo pau para Carlos testar para o gol. Um minuto depois, veio o quarto: João Paulo recebeu na cara de Baiano e teve tranquilidade para bater no cantinho.

Metropolitano x XV Indaial17
Carlos, no segundo pau, completou de cabeça para marcar o terceiro. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Metropolitano x XV Indaial15
Matheus França, apesar da baixa estatura, ganhou de Guilherme na bola aérea. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Durante toda a primeira etapa, o Metropolitano tentava chegar ao gol através de cobranças ensaiadas de falta. Aos 3 da etapa final uma jogada dessas enfim surtiu efeito. De Teteco para Nathan, depois para Rampelotto, até a bola chegar em Persuhn, que guardou. Tudo de primeira, ao estilo “virou passeio”, demonstrando o bom nível técnico e tático que a base do Verdão desenvolve com a gurizada. O sexto foi marcado por Guilherme, após excelente jogada de João Paulo pela esquerda.

Metropolitano x XV Indaial2
Nathan acabou não anotando o seu, mas deixava os adversários para trás com facilidade. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Do outro lado, a equipe indaialense demonstrava vontade e possuía jogadores habilidosos, mas estava claramente mal postada em campo. Em um raro momento de equilíbrio, Jonatan recebeu na cara do gol, mas finalizou em cima do goleiro. Aos 30, o melhor condicionamento físico do Metropolitano começou a pesar, tornando a partida ainda mais fácil. Foi quando João Paulo, o camisa 10, puxou dois ataques rápidos: no primeiro, tentou ser fominha e chutou fraco para o gol; pouco depois, após receber um puxão de orelha do seu treinador, ele fez toda a jogada e passou para Pandini, de frente para o gol, finalizar – a pelota ainda bateu na trave direita, rolou sorrateiramente sobre a linha e foi morrer do outro lado, ao pé da trave esquerda.

Metropolitano x XV Indaial16
Thomas foi um dos destaques do Metrô, chamando o jogo pela direita e infiltrando com qualidade. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O mesmo Pandini, 10 minutos depois, recebeu na meia-lua botou na frente em velocidade e foi derrubado, já dentro da área. Ele retribuiu o presente e deixou João Paulo bater: 8 a 0. Ainda tinha tempo para mais. Aos 44, após escanteio curto, Juan chegou batendo em direção na direção da área. João Paulo, oportunista, estava no lugar certo e só deixou o corpo para desviar e fazer seu terceiro. A essa altura, até o roupeiro do Metrô já havia perdido as contas: “esse foi o sétimo ou o oitavo?”, perguntou ele, após o nono. O Verdão até teve chances de fazer o décimo e atender os pedidos de fora do campo, mas se empolgou e acabou deixando Alisson assinalar o gol de honra, o décimo e último da partida, mas apenas o primeiro do XV.

Mais fotos da partida:

A gurizada do Metrô chegou à marca de 14 gols em dois jogos e segue sobrando na Copa Krona. O próximo vítima adversário é o Carlos Renaux, em partida a ser realizada no Estádio Augusto Bauer. A princípio, o jogo está marcado para domingo, o mesmo dia que boa parte desse mesmo elenco estreia na Copa Santa Catarina Sub-20, em Rio Negro, contra o Operário de Mafra – confira as tabelas da Copa SC aqui e da Copa Krona aqui. No sábado, o XV volta ao Guilherme Jensen para encarar o Atlético Itoupava e tentar exorcizar o pesadelo passado contra o Metrô.

Enquanto a Copa Krona segue no domingo com partidas do grupo A, O Cancheiro volta às atenções à Copa Pomerode, com Amazonas x Água Verde, confronto que marca o retorno de Timbó às competições regionais de futebol.

Até logo!

 

Um comentário sobre “Metropolitano faz 9 no XV de Indaial e segue com campanha avassaladora na Copa Krona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s