Pela Copa SC Sub-20, Chapecoense bate Avaí com gol relâmpago na Ressacada

Salve!

Depois de um feriadão nada favorável para os amantes do futebol alternativo em Santa Catarina, O Cancheiro volta com novidades nesse final de semana. Já pela manhã de sábado, tomei o rumo da Ressacada para acompanhar a esquadra júnior do Avaí, estreando em seus domínios pela Copa SC da categoria. O adversário foi a Chapecoense, o Verdão do Oeste, clube sensação no estado de Santa Catarina.

Avaí x ChapecoenseCSC_0213-22
A equipe do Avaí que começou jogando contou com: Matheus, Foguinho, Eduardo Kunde, Fabian e Guga; Eduardo Menezes, Wesley e Rogério; Toshi, Viny e Deivid. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Avaí x ChapecoenseCSC_0212-21
A Chape entrou adentrou o gramado da Ressacada com: Tiepo, Alemão, Igor Luz, Lucas Scalon e Luquinhas; Lucas Mineiro, Khevin, Vini e Wesley; Lourency e Perotti (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Avaí x ChapecoenseCSC_0252-24
Arbitragem composta por Richard Werner Floter, Luis Gustavo Evaristo Lapa e Jorge Costa Cardoso Neto. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Na última vez que se enfrentaram em pleno Aderbal Ramos da Silva, os times sub-20 de Avaí e Chapecoense travaram um interessante duelo pela vaga na final do Catarinense da categoria. Depois de vencer no Oeste pelo placar mínimo, a Chape foi buscar um improvável empate por 3 a 3, aos 46 minutos do segundo tempo e se classificou para a final. Na decisão, o Figueirense se sagrou campeão, vencendo as duas partidas.

Avaí x ChapecoenseCSC_0253-1
Esquadras perfiladas para as execuções dos hinos do Brasil e de Santa Catarina. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Alguns meses depois e com elencos renovados, Avaí e Chapecoense voltaram a campo pela categoria júnior pela nova Copa SC. Ao contrário do Catarinense, a copinha é aberta e não tem participação obrigatória, podendo ser jogada tanto por equipes da elite, quanto da segundona. O Avaí, aliás, viajou à União da Vitória, na divisa entre Santa Catarina e Paraná, para enfrentar a equipe do Porto e voltou com um excelente triunfo por 3 a 0. A Chape, por sua vez, ficou no 0 a 0 em casa contra outro time da primeira divisão, o Criciúma.

Avaí x ChapecoenseCSC_0259-4
Lourency é um dos remanescentes da equipe vice-campeã pela Chape no Estadual. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

 

Após ter largado pouco atrás de seus concorrentes nesse torneio de tiro curto – apenas um turno será disputado entre os 10 times -, a Chape tratou de ir para cima do Avaí desde o princípio do jogo. Com apenas dois minutos, Lourency sofreu falta pela esquerda. Na cobrança, Vini bateu direto e surpreendeu o goleiro Matheus Gutz; a bola ainda bateu na trave e morreu no fundo das redes. A jogo começou praticamente com o placar de 1 a 0 para os visitantes.

Avaí x ChapecoenseCSC_0251-23
Vini bateu direto e abriu o placar com apenas dois minutos de bola rolando. Se foi de propósito ou não, DESCUBRA. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A resposta do Avaí veio quatro minutos depois, com o ousado Toshi – ou “Mitoshi”, para a torcida que o ovaciona. Após tentar uma tabela com Rogério, a bola sobrou para o japonês, que pensou rápido e puxou uma bicicleta, mas a bola não tomou o rumo da meta defendida por Tiepo e se perdeu em direção à linha de fundo.

Avaí x ChapecoenseCSC_0258-3
Matheus tenta evitar o escanteio. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Provando que não é apenas mais um estrangeiro perdido no nosso futebol, Toshi se empolgou com a jogada e durante toda a primeira etapa chamou o jogo para si, trabalhando pela direita e buscando tabelas rápidas com seus companheiros. Mesmo tocando melhor a bola e rondando a área adversária, a esquadra azurra não criou chances claras de gol. Antes do intervalo, a melhor chance foi da Chapecoense, aos 37, quando o lateral Luquinhas rolou para Vini chegar chutando, mas Matheus Gutz espalmou, evitando o segundo tento do meia.

Avaí x ChapecoenseCSC_0357-17
Lourency não desiste da jogada, mas acaba esquecendo de passar a bola e perde ótima oportunidade de ampliar no final da primeira etapa. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Avaí x ChapecoenseCSC_0356-16

Bandeira do Avaí tremulando com a ilha formosa cheia de graça ao fundo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Assim como seu rival fizera no começo da primeira etapa, o Avaí também foi para o abafa no começo da segunda. Para desalento dos adeptos presentes, Toshi foi substituído por João Vítor. Na primeira chegada, o até então reserva invadiu a área e bateu cruzado, mas Tiepo salvou. Na cobrança de escanteio, o lateral Foguinho cabeceou sozinho, no segundo pau, mas a defesa da Chape salvou sobre a linha. Pouco depois, João Vítor chegou chutando de biquinho, mas Tiepo novamente se esticou e catou a bola que ia entrando no cantinho.

Avaí x ChapecoenseCSC_0351-12
Viny e Igor Luz travaram um interessante embate no lado esquerdo do ataque avaiano. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Mais uma vez, assim como acontecera em boa parte da primeira etapa, o Avaí dominava as ações e rodava bem a bola, mostrando um excelente toque de bola, mas a eficiente marcação do Verdão impedia qualquer infiltração que resultasse em um susto maior. Dessa forma, o time da casa buscava chegar ao gol via jogadas de linha de fundo ou chutes de fora da área. Após uma fina troca de passes no campo de ataque, que durou mais de um minuto, Foguinho cruzou e encontrou Viny – o do Avaí, também conhecido como Baiano -, mas o cabeceio do atacante foi sobre o o braço/ombro/barriga do zagueiro Lucas Scalon. O árbitro Richard Werner Floter, bem posicionado, não marcou a penalidade, apesar da reclamação da equipe da casa.

Avaí x ChapecoenseCSC_0355-15
Igor Luz evita a saída da bola. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Avaí x ChapecoenseCSC_0344-6
Apesar da forte marcação, o capitão Viny foi o destaque ofensivo do Avaí. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Após os 30, a estrela do arqueiro Tiepo brilhou. O Avaí, inclusive, fez de tudo para consagrar o goleirão rival. Na primeira oportunidade, Juninho arriscou de fora, mas Tiepo agarrou seguro, sem dar rebote. Pouco depois, João Vítor buscou o ângulo, mas novamente o arqueiro estava lá para interceptar, dessa vez em um bela defesa plástica. Viny, o atacante que mais puxava os ataques avaianos, também teve suas chances, mas o zagueiro Scalon não o deixava respirar.

Avaí x ChapecoenseCSC_0349-11
Tiepo de desdobrou para garantir a vitória no segundo tempo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Prestes a se consagrar, Tiepo quase acabou entregando a rapadura no último lance da peleia. Após cobrança de falta na direita, o arqueiro saiu caçando borboletas e não encontrou a bola. Sorte dele que Viny, chegando logo atrás, também não conseguiu alcançar e a pelota se perdeu pela linha de fundo. Logo após, Richard Werner Floter apitou o final da partida e, consequentemente, a primeira vitória da Chapecoense na copinha.

Avaí x ChapecoenseCSC_0343-5
Mas quase que o arqueiro acaba cedendo o empate no final. Sorte dele que Viny não alcançou. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Na próxima rodada, o Verdão do Oeste busca manter a sua eterna invencibilidade, que já ultrapassou as fronteiras da equipe profissional e chegou aos juniores, contra o Metropolitano, em seus domínios. O Avaí, por sua vez, vai ao Sul do estado para enfrentar o Criciúma, na sexta – confira a tabela de jogos acá.

Como o final de semana está apenas começando, O Cancheiro segue na lida e, logo menos, estará de volta. Fique ligado e até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s