Grêmio Cachoeira elimina VT Canto em jogo repleto de confusões e está nas semifinais

Salve!

Acostumado a percorrer grandes distâncias atrás do futebol esquecido pelo interior de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, esse sábado foi dia de ficar aqui pela Ilha da Magia mesmo. O que me motivou a não atravessar a Ponte Colombo Salles foi a disputa dos jogos de volta das quartas-de-final do Campeonato Municipal de Florianópolis. Para tanto, peguei a SC 401 em direção a Cachoeira do Bom Jesus, casa do tradicional Grêmio Cachoeira, onde acompanhei os donos da casa contra o Futebol Voluntários VT Canto da Lagoa, ou simplesmente VT Canto. É a segunda vez d’O Cancheiro pelas canchas amadoras florianopolitanas (estive no empate entre Bandeirante e Barrense).

Grêmio Cachoeira escalado com André Nicolodi; Romarinho, Vitor, Roger e Perea; Itauê, Ziel, David e Leandrinho; Carlinhos e André (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Grêmio Cachoeira escalado com André Nicolodi; Romarinho, Vitor, Roger e Perea; Itauê, Ziel, David e Leandrinho; Carlinhos e André (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

> Gostou da camisa que o Grêmio Cachoeira usou nessa partida? Ela pode ser sua! É só curtir a página do Desprovidos de Fama e compartilhar a imagem da promoção.

VT Canto entrou em campo com Jailson; Thiago, Secco, Fabinho e Lon; Fralda, Tchê, Marquinho e Lipe; Jonas e Tita. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
VT Canto entrou em campo com Jailson; Thiago, Secco, Fabinho e Lon; Fralda, Tchê, Marquinho e Lipe; Jonas e Tita. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Na partida de ida, relatada pelo camarada Desprovidos de Fama, o time do Canto da Lagoa quebrou a invencibilidade do rival com um 2 a 1. Pelo simples fato do time tricolor ter ponteado o Grupo A com facilidade e o VT Canto ter garantido sua classificação apenas na última rodada, o resultado foi um tanto quanto surpreendente. Entretanto, pela melhor campanha na primeira fase, bastava uma vitória simples para o Grêmio avançar às semifinais pela terceira vez seguida.

VT Canto entrou com a vantagem de jogar pelo empate, após a vitória por 2 a 1 no jogo de ida. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
VT Canto entrou com a vantagem de jogar pelo empate, após a vitória por 2 a 1 no jogo de ida. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O que era tido como uma zebra, pelo resultado do primeiro jogo, tornou proporções ainda maiores logo após a bola começar a rolar. O ponteiro dos segundos nem havia terminado de completar sua segunda volta quando Tita abriu o placar para os visitantes. Após confusão dentro da área e uma finalização de Lipe na trave, a bola sobrou para o atacante só empurrá-la para as redes. 3 a 1 para o VT Canto no placar agregado, deixando os torcedores locais incrédulos.

Tita abriu o placar e foi comemorar junto com a torcida no alambrado. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Tita abriu o placar e foi comemorar junto com a torcida no alambrado. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Precisando de dois gols para se classificar, não restou alternativa ao Grêmio se não se jogar ao ataque. Dois minutos depois do gol, os donos da casa começaram a esboçar uma reação, com um perigoso escanteio cobrado na primeira trave. Logo depois, aos 9, o lateral-esquerdo Perea avançou com velocidade e cruzou rasteiro, mas não encontrou ninguém para finalizar. Um minuto depois, foi a vez de David avançar pela lateral e cruzar com perigo, mas nas mãos do goleiro Jailson.

Com o Grêmio Cachoeira precisando de dois gols para se classificar, o time se jogou ao ataque e tentou de todas as formas balançar as redes do seguro goleiro Jailson. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Com o Grêmio Cachoeira precisando de dois gols para se classificar, o time se jogou ao ataque e tentou de todas as formas balançar as redes do seguro goleiro Jailson. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A correria e a empolgação presente naqueles minutos iniciais de peleja eram refletidas nas torcidas de ambos os times. Tomado em sua maioria por torcedores locais, o Estádio José Etelvino de Paula também contou com a presença da Fúria do Canto e sua faixa pendurada junto ao alambrado. Enquanto os visitantes entoavam “Puta que terror, é a melhor torcida do amador: Fúria!!!”, os anfitriões não deixavam barato, criando uma interessante disputa de cânticos durante o primeiro tempo.

Apesar de estar em menor número, torcida Fúria do Canto fez bastante barulho com seus cantos. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Apesar de estar em menor número, torcida Fúria do Canto fez bastante barulho com seus cantos. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Dentro de campo, a partida continuava movimentada. Aos 19, Leandrinho teve o gol aberto para empatar, mas bateu fraquinho, no meio do gol. Dois minutos depois, os ânimos, ainda contidos, começaram a se exaltar, quando uma modesta troca de elogios entre os jogadores do VT Canto e a arbitragem se sucedeu no meio-de-campo. O Grêmio, que não tinha nada a ver com isso, aproveitou a confusão, pegando o time rival de surpresa e mal-posicionado, e quase marcou em um bonito chute de fora da área de David.

Na base da garra e da habilidade, Ziel deixou o marcador para trás. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Na base da garra e da habilidade, Ziel deixou o marcador para trás. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A pressão do time de Cachoeira do Bom Jesus não parou por aí. O atacante Carlinhos aproveitou uma jogada bem trabalhada por sua equipe e mandou uma bola colocada no cantinho, porém ela encontrou a trave e foi para fora. Quem também quase marcou foi Ziel, ao aparecer livre na área, pegar o rebote de um chute de André e bater com força, em cima do goleiro Jailson, que espalmou para escanteio. Na cobrança, David recebeu de Itauê e mandou por cima.

É, quase que essa bola acaba com a brincadeira d'O Cancheiro. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
É, quase que essa bola acaba com a brincadeira d’O Cancheiro. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Uma hora esse gol tinha que sair, não era possível que tamanha pressão fosse resultar em nada. Após cobrança de falta levantada na área, aos 37, a bola rebateu e sobrou para David acertar um belo chute e empatar a partida, deixando o time a apenas um golzinho da classificação. Após o gol, o Grêmio, com seu dever parcialmente completo, deu uma certa recuada e deu chance para o VT Canto respirar um pouco. Faltando 3 minutos para o intervalo, o zagueiro Fabinho, do time visitante, soltou um petardo em cobrança de falta, tirando tinta da trave, e quase colocou seu time novamente em vantagem.

David foi a loucura com seu gol, depois de inúmeras tentativas. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
David foi a loucura com seu gol, depois de inúmeras tentativas. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Alambrado. O elo entre a torcida e os jogadores durante os 90 minutos. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Alambrado. O elo entre a torcida e os jogadores durante os 90 minutos. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

O bom nível de futebol e a vontade dos jogadores na primeira etapa se mantiveram na segunda. Com menos de 10 minutos, o Grêmio já havia chegado perto da virada com um bonito voleio de Ziel, mas a bola foi caprichosamente em cima do goleiro, já caído. A resposta veio no contra-ataque seguinte, em que o lateral Thiago não conseguiu pegar bem na bola e ela saiu fraquinha, passando rente à trave.

O técnico do Grêmio, Djone Kammers, bem de buena descascando sua bergamota enquanto orientava seu time em busca do gol da classificação. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
O técnico do Grêmio, Djone Kammers, bem de buena descascando sua bergamota enquanto orientava seu time em busca do gol da classificação. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Apesar do começo equilibrado, não demorou muito para o segundo tempo voltar à realidade que predominou no primeiro: só o Grêmio atacando e o VT fazendo cera. E olha que o time da casa tentou de tudo que era jeito. Aos 20, André recebeu bom lançamento, mas, sozinho e desequilibrado, não conseguiu finalizar para o gol. Seis minutos depois, o próprio centro-avante do Grêmio teve a chance do jogo, mas cabeceou a bola na trave. Depois disso, o que se viu foi um show de cruzamentos e chutes que rebatiam na defesa do VT Canto e teimavam a não entrar ou, pelo menos, fazer o goleirão Jailson trabalhar.

André teve a chance do jogo, mas a finalização acertou de raspão na trave. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
André teve a chance do jogo, mas a finalização acertou de raspão na trave. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Quando o sol começou a se esconder e o frio, aliado ao sempre presente vento sul, deu as caras lá pelo norte da Ilha, o jogo compensou e voltou a ficar quente. Já eram decorridos 37 minutos da segunda etapa, quando o cai-cai, artifício utilizado pelo VT desde o começo do jogo, rendeu um lance curioso. Em disputa de cabeça, Tchê, do time visitante, levou a pior e o goleiro do seu time mandou a bola para fora – não foi nem do campo, foi para longe do estádio mesmo. O Grêmio Cachoeira, já irritado com a situação, não quis saber do tal fair play e partiu para cima do adversário no lance seguinte, causando incredulidade e irritação entre os jogadores do VT, que, ainda meio desnorteados, quase cederam o gol da virada.

Resumo do segundo tempo: Grêmio Cachoeira jogando bolas na área e o VT Canto administrando o tempo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Resumo do segundo tempo: Grêmio Cachoeira jogando bolas na área e o VT Canto administrando o tempo. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Tal como ocorrera no primeiro tempo, a pressão do Grêmio Cachoeira também tardaria um pouco a render um gol. Foi só aos 42 que o empate saiu do placar. Depois do enésimo escanteio para o Grêmio, a defesa afastou, sobrando para o próprio cobrador que, agora com o pé mais calibrado, levantou a bola na direção de André, o centro-avante dividiu com o goleiro adversário e deu uma casquinha na pelota, desviando ela para os fundos da rede. Enquanto os mandantes comemoravam efusivamente, os visitantes partiam para cima do árbitro, alegando falta sobre o goleiro e causando uma confusão generalizada. De fato, qualquer árbitro marcaria aquela falta, já que o arqueiro é considerado intocável dentro da pequena área e o atacante realmente o deslocou.

De fato, houve um contato entre o goleiro e o atacante. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
De fato, houve um contato entre o goleiro e o atacante. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Enquanto o VT discutia, o Grêmio comemorava o suado gol da virada. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Enquanto o VT discutia, o Grêmio comemorava o suado gol da virada. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

A partir daí, o feitiço virou contra o feiticeiro e o Grêmio abusou do cai-cai e da cera, compensando uma partida inteira do VT com esses artifícios. Além dos três minutos regulamentares, o árbitro Altair José Schmitt deu mais seis. Se chegamos a ter sequer um minuto de bola rolando é muito. Em determinado momento, a torcida tratou de sumir com todas as bolas que iam para além dos alambrados, deixando a partida parada por quase dois minutos e levando ao desespero o lateral Lon, que esperava para cobrar um arremesso em seu campo de ataque, enquanto discutia com torcedores locais. Quando, enfim, conseguiu fazer a cobrança do lateral, ele recebeu de volta e a levantou na área, encontrando Lipe, que cabeceou rente à trave. Foi a melhor chance que o VT teve para empatar. E a única, já que a bola praticamente não voltou a rolar.

Gol levou a torcida do VT ao delírio. Pobre juizão, que teve que escutar de tudo por parte dos visitantes. A fúria da Fúria foi tamanha que a PM precisou intervir para restabelecer a paz. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Gol levou a torcida do VT ao delírio. Pobre juizão, que teve que escutar de tudo por parte dos visitantes. A fúria da Fúria foi tamanha que a PM precisou intervir para restabelecer a paz. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Com o apito final, jogadores e comissão técnica do VT Canto aplaudiram, logicamente de forma irônica, a atuação da arbitragem. Paralelo a isso, os jogadores e a torcida do tricolor faziam uma bonita festa em suas dependências, com direito a fogos e sinalizadores. Com esse placar agregado de 3 a 3, o Grêmio Cachoeira chega às semifinais com a melhor campanha do certame, assim como nas duas últimas edições, quando foi bicampeão. O adversário na busca pela vaga na final vai ser o Bandeirante, que eliminou o Florianópolis nas quartas com um placar agregado de 5 a 4.

Pirotecnia não é crime. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)
Pirotecnia não é crime. (Foto: Lucas Gabriel Cardoso)

Será que teremos um tri campeonato para o time do norte da Ilha? Apesar do amplo favoritismo e das vantagens adquiridas na primeira fase, essa partida contra o VT Canto provou que nada está ganho. A única certeza é que O Cancheiro estará presente nessa reta final de competição, trazendo toda a genuinidade do verdadeiro futebol jogado na Ilha de Santa Catarina. Fique ligado!

Mais imagens da partida, da comemoração e das tretas:

Um comentário sobre “Grêmio Cachoeira elimina VT Canto em jogo repleto de confusões e está nas semifinais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s